domingo, 25 de junho de 2017

Direita sem Messias: agro é tech, agro é pop, agro é tudo...do Príncipe

Aviso muito importante:
Toda aparência de repouso é um movimento interrompido por outro!
Aceitando isso questões podem ser levantadas com uma coerência de perspectiva e política não passa de choques de perspectivas pois o que é êxito para um pode ser o fracasso para outro e você será feliz quando for sincero consigo mesmo.
Você é do estilo mais pachorrento dono de granja ?
Você é do estilo mais atleta colecionador de trofeus ?
Já sei, você é um colecionador de trofeus sustentado pelo pachorrento dono de granja !
Mutatis mutandis, seja sincero ou não, tudo é movimento e a síntese prevalece !
Síntese é o produto de 2 movimentos em que 1 interfere no percurso do outro ora afetando a direção ora afetando a velocidade.
A chuva é um movimento atmosférico sem controle imediato do ser humano, mas a sua síntese, isto é, a enxurrada pode ser domesticada.
Uns direcionam para a irrigação por canais e outros a depositam em lagos para uso posterior. O relevo de cada território favorece o melhor proveito desta benção dos ceus !
benção dos ceus
melhor proveito
favorece
território
relevo
uso
depósito
canais
direcionam
domesticada
Domesticar é ser senhor do processo e do produto de algum acontecimento: Domus significa senhor em latim e deste costume fomos domesticados a honrar os dons que distinguem cada senhor.
Tudo atende às conveniências de algum Dom Pedro, Dom Dinis e seus vassalos.
Embora a Fortuna seja uma deusa caprichosa coube aos senhores provarem sua virilidade e a superá-la em caprichos. Como a Natureza é desafiadora e exige esforços acima da capacidade de uma pessoa surge o movimento humano: colabora ou cai fora !
A mais recente expressão deste movimento primitivo e sincero foi: Brasil, ame-o ou deixe-o !
O mais divertido é quem mais confessou seu amor pelo país foram os que o deixaram e o brasileiro até hoje é tributado para indenizar os exilados e seus herdeiros.
Reparação dos maus feitos de Dons despóticos ? Pode ser ! De fato, é uma perspectiva !
Porém, dos latifúndios destes mesmos Dons nem o espaço da vala comum da morte e vida severina é gratuito.
A concentração de Poder destes Príncipes latifundiários é mantida pela vigilância viril de seus diversos dons porém é permitida unicamente pela omissão da maioria.
A maioria, às vezes, se rebela e cria turbulências, mas essas turbulências “inesperadas”, ainda que previstas, seguem o curso caprichoso da enxurrada em direção e velocidade e, de pronto, encontra os canais que irrigam a lavoura do senhor ou se deposita nos lagos.
Toda fúria, mais cedo ou mais tarde, torna-se o espelho d’água a homenagear as estrelas ou os idílicos traços monumentais do arquiteto.
Do mesmo modo que há um mar azul antes da sua xícara de café há todos os efeitos posteriores ao alcance de quem ousar prever para prover, pois a ordem, aos olhos, é quieta , mas diante dos instrumentos adequados, ela é uma sucessão de erupções.
É do instinto do Príncipe temer desconcentrar o poder das próprias mãos por puro reumatismo monárquico e busca a todo custo interromper o movimento espontâneo da República.
Na juvenil figura do garboso colecionador de trofeus ou na caduca figura do granjeiro pachorrento a Monarquia é uma expressão de imobilismo, que é, pela perspectiva racional mais generosa, insustentável.
Apela-se para um mandatário plenipotenciário em casos de desespero e com toda a tecnologia de que dispomos, desde a mais rudimentar, as crises ou algum “caos” não passam de turbulências programadas para justificar a permanência monótona dos Príncipe e seus dons obsoletos avassaladores.
O Brasil não vive nenhuma crise, mas uma retaliação !
Toda vez em que o povo compreende o processo decisório o Príncipe lhe toma as cartas (as rédeas) para embaralhá-las novamente.
Existem 2 partidos embaralhados numa enxurrada de 33 siglas:
  1. concentração de poder
  2. compartilhamento de poder (ainda que relutante)
A mídia e a escola vaticinam a concentração de poder na frivolidade monarquista das escolas de samba ou no reumatismo das procissões católicas.
O compartilhamento do poder, de aspiração republicana, só existe na vilipendiada Constituição.
Fique atento à janela de recomposição de 2/3 do Senado em 2018 e asfixie os vassalos do Príncipe com estes cuidados:
1- rejeite para senador e para deputado siglas que lançam vice-presidente da República e vice-governador de seu Estado.
2- rejeite para deputado federal candidatos que cursaram o ensino fundamental em escolas particulares
Com a primeira medida os benefícios são claros e imediatos ao tirar o prestígio dos partidos que negociam o cargo de vice e após a eleição o vice não terá uma bancada parlamentar forte para chantagear o presidente ou governador.
Com a segunda medida você valoriza a escola pública, a qual oferece oportunidades para todos e não apenas para uma elite esnobe e parasita.
Vote porque a oligarquia sobrevive apenas pela sua omissão !
Por uma Direita sem Messias


Nenhum comentário: