quarta-feira, 3 de maio de 2017

Ave Maria, Rainha da Escócia

Os devotos sempre ficam ofendidos quando questionamos a devoção.
Mas faço a minha reflexão justamente para proteger os devotos da manipulação de massas praticada pelos sacerdotes que se aproveitam da pureza dos fieis, porque, como bem ensinou o único Mestre Jesus, enquanto dormimos o inimigo semeia o joio.
Maria, mãe de Jesus, é a expressão mais bela de doação e preencheu o coração de todos os órfãos da guerra.
Eu quero que o leitor e o devoto prestem atenção nestas palavras: guerra, inimigo, sacerdote e órfão.
Por mais que o Amor venha transformando radicalmente o mundo ainda somos herdeiros de inúmeros conflitos e estamos rodeados de inimigos.
É angustiante porque violência gera violência e o inimigo aprende a ser sutil e chega a ocupar o posto de sacerdote para promover suas vinganças ou honrar as feridas de pais, mães, avós, bisavós e tataravós.
Todos somos órfãos da guerra e felizes são os que procuram e encontram alívio, descanso e, quiçá, conforto na fé.
A fé é um caminho que muitos confundem com ninho.
Confundir as pessoas (semear joio junto ao trigo) tornou-se a maneira de os sacerdotes (lobos em pele de cordeiro) se aproveitarem da carência dos órfãos (vinde a Mim todos os que estão cansados) e utilizarem a fragilidade como arma de guerra (bem-aventurados os que choram, pobres de espírito ou com sede de justiça).
Todos somos instrumentos nos planos de terceiros e felizes os que aceitam ser instrumentos apenas de Deus.(vigiar, orar e jejuar)
Maria também é um instrumento, em parte de Deus e em parte dos sacerdotes.
Mas existem muitas Marias e uma delas é a rainha da Escócia/França .
Para quem não a conhece ela seria além de rainha da Escócia/França também rainha da Inglaterra, mas uma conspiração (de fato, uma longa prisão e execução após um julgamento fraudulento) a impediu de reinar sobre a Inglaterra e Elizabeth ocupou o trono com o apoio dos protestantes.
Maria é católica ?
Pelo o que consta Maria, a mãe de Jesus, era judia; mas a rainha da Escócia/França era católica e foi notável na sua fidelidade à Santa Sé.
A devoção dos católicos naturalmente dirige-se à Maria católica !
A Maria católica rainha da Escócia/França e neta dos reis católicos da Espanha (descobridores da América) é a real dona da atenção dos católicos porque ela é um dos maiores símbolos da guerra entre católicos e protestantes.
A devoção à Maria Stuart é uma devoção mais aos interesses políticos dos sacerdotes que à mãe de Deus, tanto é que a campanha doutrinária de veneração à Maria é bem recente.
Maria de Nazaré disputava prestígio entre os milhares de santos antes do cisma da Reforma e do consequente desfecho traumático da decapitação de Maria Stuart, além de tudo a rainha da Escócia/França é uma mártir.
A Espanha reagiu ao ultraje, porém Elizabeth derrotou a Invencível Armada.
O Vaticano nunca aceitou esta derrota política e a falta de pleno acesso aos tesouros da Inglaterra. Por isso, se tornou mais alerta a tudo que venha reduzir o seu poder de influência em outros governos.
A Reforma Protestante se propôs a alfabetizar a população em língua materna para o melhor e independente exame das Escrituras pelos fieis.
A Contra Reforma, por sua vez, patrocinou com apoio da Espanha a ilustração das famílias abastadas pelo modelo jesuíta e monopólio católico na Educação na metrópole e colônias aliadas e promoveu a promiscuidade entres os perseguidos livres-pensadores (de origens e credos diversos) com piratas na formação da Maçonaria com o pretexto de protegê-los da perseguição praticada pela própria Contra Reforma.
Muito importante lembrar que o mais antigo templo maçônico europeu é da Escócia e o mais importante ritual praticado pela instituição é o Rito Escocês Antigo e Aceito.
Coincidências à parte (se é que elas existem), Escócia, França e Inglaterra são territórios comuns e expressivos entre os desalojados católicos das benesses da possível tutela da rainha Maria e os centros mais efervescentes da Maçonaria e, naturalmente, aos maçons coube como prêmio explorar as colônias ultramarinas do Império Sacro Romano-Germânico sob a vigilância epistolar dos jesuítas.
Outra curiosidade (senão simples coincidência) no Brasil é a proximidade de Paraty, talvez a cidade portuária do seculo XVII que mais apresenta simbologia maçônica, e a cidade de Guaratinguetá , onde apareceu a imagem de Nossa Senhora da Imaculada Conceição Aparecida, que se tornou o maior centro mariano do mundo.
Portanto devoto; vigiar, orar (observar e refletir sobre os acontecimentos), jejuar (esvaziar-se do rancor para melhor observar e refletir) e ler as Escrituras são mais importantes que insistir sonolentamente nas vãs repetições. Mateus 6
O Estado Monárquico Absoluto do Vaticano não deseja que as pessoas prejudiquem seus negócios e cabe aos sacerdotes distrair o maior número possível de pessoas.
Seria ótimo se as pessoas pudessem ler o Evangelho e continuarem católicas em harmonia com a tradição de seus pais, mas os bispos preferem ex-comungar os leitores em vez de dividir o poder e as riquezas com o povo.
Atualmente e no plano político uma reflexão exige a dedicação dos brasileiros:
Devotos de Maria procure saber mais sobre as consequências da Lista Fechada para escolha de parlamentares no Brasil como defende a Conferência Nacional dos Bispos na tão acalentada Reforma Política.
Muitas coisas não mudaram desde os sacerdotes de Jerusalém que assassinaram o Messias.

Nenhum comentário: