sábado, 22 de abril de 2017

Dieta de Elias à brasileira

1 prato de farinha de mandioca torrada com azeite português ou espanhol
Não precisa levar ao fogo !
Coloque a farinha de mandioca torrada no prato e adicione azeite até a mistura ter a consistência de uma farofa molhada
Beba café, chá ou suco natural de fruta da época
Pratique a dieta 1 ou 2 vezes por semana e santifique-se !
Essa dieta foi inspirada pela leitura do Livro 1 Reis 17
Algumas pessoas receiam jejuar e a dieta de Elias pode servir de transição até o iniciante adquirir confiança para praticar o jejum.
Jejum não é sentir fome e muito menos uma prova de resistência !
Jejum significa esvaziar-se !
A alimentação sem observação e reflexão nos intoxica de sentimentos ruins como a mágoa e o rancor. Esses sentimentos dificultam nossa capacidade de perdoar.
Ao reduzir a alimentação nosso metabolismo reorganiza nossas emoções e conquistamos liberdade para pensar.
Se jejum é esvaziar-se, comece por se esvaziar do condicionamento patrocinado por uma indústria alimentícia perversa.
Lembrando do convite do profeta Joel ao jejum para levantar a Nação a dieta de Elias à brasileira também funciona com uma ótima solução.
A mandioca é um ítem produzido em todo Brasil, principalmente, pela agricultura familiar.
Ao consumir a farinha de mandioca estamos nos alimentando e alimentando a família camponesa brasileira.
A mandioca também é uma homenagem à nossa ancestralidade indígena e suas inestimáveis contribuições.
O azeite de oliva além de nos contemplar com um sabor maravilhoso é um protesto contra a produção de soja transgênica.
O azeite português ou espanhol é uma homenagem à nossa ancestralidade ibérica e mediterrânea.
Observação: Você pode variar a bebida nas porções em horas diferentes, à noite uma taça de vinho dá um toque de celebração ao módico banquete.
Coma e beba em memória do Noivo!

Nenhum comentário: