terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Virando a Mesa

Na corrida presidencial da Câmara Municipal de Jacareí parece que Fernando da Ótica (PSC) já é carta fora do baralho.
Ainda está indefinido o titular ou a titular da cadeira, mas a costura indica o preenchimento da 1ª Secretaria para os apoiadores e o contemplado tende a ser Abner Rosa (PR).
Com a bancada do PR compondo a sustentação os sete votos estão garantidos, salvo se houver  alguma surpresa (que sempre  pode acontecer!).
O mais emocionante não é só isso! O enredo, desta vez, nos traz uma antiga lição que costumamos esquecer por desdenharmos dos clássicos.
Ítalo Calvino em seu delicioso livro "Por que ler os clássicos ?", depois de elencar várias razões irrefutáveis para lê-los, conclui a lista com a tácita e simples afirmação: Porque é melhor do que não lê-los. O clássico em questão é o monumento de Gutenberg, a Bíblia.
O livro de Samuel nos apresenta a história de Saul e Davi, o primeiro e segundo reis dos hebreus, e o entrevero dos dois.
Na versão jacareiense apreciamos o vereador eleito Abner (que toca violão - vai vendo !) como ex-assessor do vereador Fernando, que o exonerou por ter sido convidado para pastorear um templo da Assembleia de Deus.
Um gesto inexplicado para um vereador que também é evangélico. Mesmo que não se trate da ignominiosa intolerância religiosa, é possível deduzirmos que as motivações de Fernado revelam um político mesquinho por não conseguir conviver com a liderança de Abner.
Após vencer o Golias da eleição, Abner está prestes a ser eleito como Primeiro Secretário e Fernando ficará longe da Mesa Diretora.
Dando ouvidos ao seu assessor Kobra, Fernando dificilmente conhecerá algo mais do que as primeiras páginas do Gênesis.
Para quem pensou que a eleição de Izaias para prefeito seria o único momento profético de nosso Município nada perde ao ler as Escrituras.

Nenhum comentário: