terça-feira, 2 de junho de 2015

Posso saber quem quer saber ?

Posso saber quem quer saber ?
Nossos chefes
Posso saber quem quer saber ?
Os doutores
Posso saber quem quer saber ?
Nossos superiores
Eles quem são ?
Os fariseus

Não era pra dizer mas escapou
Nos responda, por favor
Nossos empregos dependem de boas novas
Cumprimos ordens, nada temos contra o senhor

Entendi, tudo bem !
Não tenho filhos e vocês têm
A minha paz não interessa a ninguém
Vamos lá...

Você é o Cristo ?
Não
Você é Elias ?
Não, não
Você é profeta ?
Não, não, não...

Satisfeitos? Preciso voltar aos batismos

Esta pergunta quase esquecemos de fazer,
mais uma vez, tenha a gentileza de responder

Por que você batiza ?

Não sou Cristo nem profeta
Muito menos Elias, que pergunta abjeta

Eu..sou apenas uma voz que clama no deserto
Leve e de coração aberto
Simplesmente por compreender que o dia está perto

De mim não há nada que temer
Do Mestre do Amor não chego ao chinelo
Vocês podem escolher
Entre o maná e o farelo

Nunca estivemos sós
O Messias sempre esteve entre nós
Tão próximo o Reino está
Se com água batizo
Com fogo Ele batizará

A idolatria e a vaidade tanto mal já fez
Sim, sim, não, não, esqueçam o talvez

Arrependam-se ou...
Mereçam-se !

Fui !

Nenhum comentário: