domingo, 19 de outubro de 2014

Por que sou evangélico ? Pura bênção !

Às vezes, me perguntam o porquê disso ou o porquê daquilo e religião é um assunto recorrente. De tanto me perguntarem comecei a perguntar para mim mesmo.
A resposta mais sucinta que encontrei: pura bênção !
No entanto, as pessoas não se contentam com respostas sucintas e esperam (quando não exigem, principalmente, numa época em que ser ateu tornou-s...e indicador de inteligência superior !) respostas mais demoradas.
Demorando mais um pouco na resposta eu posso considerar que sou evangélico por herança cultural (isso me satisfaz, com toda sinceridade !). Nasci numa família com avós, pais, irmãos, tios e primos com nomes bíblicos ou inspirados em personagens cristãos) herdei não só de minha família mas de toda comunidade o Evangelho.
Preciso estar preso à minha cultura ? Não, tanto que não me considero preso (é o próprio Evangelho que ensina a me libertar dela), mas não deixo de me sentir grato por fazer parte dela.
Sei que se eu nascesse há mais de 1 mil anos neste mesmo lugar não teria conhecido o Evangelho. Eu não teria nome bíblico, viveria numa comunidade que não havia desenvolvido a escrita, me relacionaria com Deus de outro modo, o chamaria por um nome indígena e buscaria pela Terra Sem Males.
Religião e cultura são coisas muito diferentes !
Nós humanos somos produtos de nosso tempo e espaço. Deus não !
Simples ? Nem tanto !
As pessoas exigem que um evangélico respeite outras religiões e culturas, mas não deixam de apurrinhar os evangélicos.
Há evangélicos fanáticos ? Há ! Também há fanáticos por futebol !
Reduzir os religiosos (de qualquer crença) a fanatismo é pura desinformação !
Uma vez, alguns amigos ateus me perguntaram, entre uma cerveja e outra, se eu acreditava em Deus.
Destoando do coro, respondi que sim!
Eles perguntaram, meio que entre escandalizados e com desprezo, o porquê.
Respondi que por economia.
Não contentes, eles queriam saber economia de quê.
Respondi que por economia de papo-furado !
Gosto de ler o Evangelho e me incomodo de ver o Evangelho sendo hostilizado por quem não o leu.
Sim, curiosamente, muitos evangélicos mal conhecem a Palavra e se comportam de maneira incoerente ou desastrada. Estes já são advertidos pelo próprio Jesus, isto é, os ateus também poderiam usufruir da economia.
Só que não, eles insistem em nos converter ao ateísmo.
Amor é fundamental

Nenhum comentário: