sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Nova Direita ?

O professor aposentado da USP, Paulo Eduardo Arantes, fala que surgiu uma "nova direita" no Brasil a partir dos protestos de junho de 2013.
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/10/1541085-nova-direita-surgiu-apos-junho-diz-filosofo.shtml
Há vários equívocos nesta afirmação, a meu ver !
Qual a definição de direita ? Se for o antagonismo da esquerda... baseado na definição do que é esquerda já podemos jogar a afirmação do professor no lixo.
O governo militar brasileiro entre as décadas de 1960 e 1980 foi um governo de direta ? Somente porque havia um movimento socialista e/ou comunista como oposição e com a dramaticidade das ameças de guerrilha ?
Ninguém é bonito somente porque recebe o ódio e/ou inveja dos feios !
Depois procura-se dar uma super valorização às passeatas de junho de 2013 ! 1968, o ano que não terminou ? Onde estava a "nova direita" ? Nas ruas é que não estava ! Se podemos considerar o surgimento de alguma "nova direita" foi mais por aversão à futilidade das passeatas.
O professor faz umas associações inadequadas e argumenta que a "nova direta" não pretende participar do governo. Isso também não é direita e muito menos um comportamento novo. Quem não pretende participar do governo são os anarquistas.
Seriam os anarquistas que estão em evidência e o professor chama de "nova direita" ?
É possível alguém afirmar que os anarquistas são mais ligados com a esquerda que com a direita...quando a esquerda não estava no governo, obviamente !
Outro fato equivocado é dizer que a "nova direita" não pretende participar do governo por não precisar, uma vez que é financiada pelas grandes corporações, considerando a experiência estadunidense.
Nada mais falso que associar a direta com grandes corporações; isso é um preconceito da esquerda ! A direta é contra o monopólio e é claro que as grandes corporações buscam o monopólio ao financiar qualquer projeto político. A livre concorrência é a essência do liberalismo econômico e o liberalismo econômico é um dos valores defendidos pela direita. Em consequência, deriva-se outro equívoco ao associar toda experiência estadunidense como direita. Isso é outro preconceito da esquerda ! Historicamente, a direta predomina nos Estados Unidos, porém nem tudo que acontece nos Estados Unidos é um fenômeno restrito à direita.
No Brasil, devido ao panelaço da esquerda promovido pela imprensa por mais de 50 anos, perdeu-se a ideia clara do que seria a direita.
Latifúndio é direita ? Que eu saiba latifúndio é feudalismo !
São os grandes proprietários que preenchem os partidos de direita, alguém pode dizer, aliás, como sempre foi dito recentemente. Isso acontece pelo simples fato de que a direita defende o direito de propriedade. Veja a incoerência e desmoralização da esquerda se os latifundiários preenchessem os partidos de esquerda.
Podemos perceber apenas que ocorre sempre o mesmo fenômeno. Quem pretende concentrar poder deformará todas as teses políticas e programas partidários para consumar o oportunismo.
Curral eleitoral, clientelismo, patrimonialismo, assistencialismo, nepotismo, fisiologismo são vícios de quem pretende concentrar poder e perpetuar-se nele. Para isso, tanto faz a sigla partidária ou espectro ideológico para quem não possui escrúpulos.
É importante posicionar-se entre direita e esquerda, mas esse debate somente será edificante quando aprendermos a identificar os oportunistas de toda sorte e evitarmos de associar desvios de conduta ao espectro ideológico.
Compra de votos ?
Constestação ao governo ?
Nenhuma atividade governamental nociva ou insatisfação popular será exclusividade de qualquer ideologia !
Não vejo nada de novo e também não me precipito em definir como direita.
Nas urnas predominaram parlamentares conservadores apesar da juventude nas ruas em 2013 ?
Vejo apenas uma nova geração procurando evitar alguns excessos da auspiciosa e extrordinária geração anterior.
Um fenômeno tão antigo desde que o mundo é mundo !
Amor fundamental 

Nenhum comentário: