domingo, 19 de outubro de 2014

Não tem vinho

O capítulo 2 do Evangelho de João narra que Jesus e seus discípulos foram convidados para um casamento e no meio da festa acabou o vinho. Maria, sua mãe, pediu-lhe uma solução. Jesus mesmo relutante transformou a água em vinho de grande qualidade e elogiado pelo chefe dos garçons.
Não fomos incentivados a ler o Evangelho e por isso desconhecemos a ...sua linguagem.
O Evangelho é uma narrativa poética !
Outro problema: não estamos mais acostumados com a poesia e sempre imaginamos que poesia é um texto com rimas.
Vamos compreender algumas coisas.
1) a circulação de ideias sempre foi temida e a livre expressão cerceada, antigamente muito mais que hoje;
2) dificuldade de comunicação devido ao agrupamento de pessoas de várias origens e idiomas diferentes;
3) pouco material para escrever (eram usados peles de animais e tecidos);
4) pequenos textos sobre objetos de grandes dimensões ( dificuldade para escondê-los em caso de perseguições);
Dadas todas estas circunstâncias e dificuldades, para garantir a transmissão dos ensinamentos para as próximas gerações as histórias precisavam ser memorizadas e quanto mais fantasiosa é uma história mais atraente ela é para quem a ouve e também mais fácil de memorizar. Por isso, o termo milagre, isto é, algo maravilhoso ou aquilo que você vê e o faz desconfiar de seus olhos.
Perdemos o hábito de ouvir histórias e isso nos afastou da poesia, mas a poesia é uma linguagem que desperta a imaginação de quem a ouve. Faz com que as palavras ouvidas se convertam em imagens na mente do ouvinte.
Uma bela composição se faz com sonoridade agradável, situações conhecidas por todos e alguma surpresa.
Considerando todas estas coisas percebemos a leveza do Evangelho e que não há uma distinção entre lição e entretenimento. Uma vez memorizada a história ela se aninha na pessoa e lhe traz insights quando necessário ou quando invocadas. Também uma vez memorizada a história pode ser desfiada com mais vagar pela pessoa.
O que seria um casamento ? Publicidade de um compromisso ! Início de um relacionamento mais profundo !
O que seria uma festa ? Alegria !
O que seria o vinho ? Agradecimento pela presença dos convidados !
O que é acabar o vinho no meio da festa ? As incertezas da vida !
O que é um convidado assumir a responsabilidade de providenciar o vinho ? A nossa ajuda é solicitada quando menos esperamos ou nos sentimos despreparados.
O que é a mãe incitar Jesus para que providenciasse o vinho ? Muitas vezes não temos a iniciativa ou não nos sentimos seguros e é essencial o incentivo de outras pessoas.
O que é a água ? Pureza de sentimentos.
O que é o elogio do chefe dos garçons ? O reconhecimento de um comportamento diferente de outras pessoas.
Destas relações de elementos e acontecimentos podemos extrair muitas lições e sabedoria:
é normal estar inseguro no início das coisas e você pode estar preocupado em corresponder às expectativas que você despertou nas pessoas. Como sempre acontece, por razões que desconhecemos, alguma coisa pode estragar nossos planos, mas estamos rodeados de pessoas que, às vezes, conhecem nossos talentos e nossa capacidade melhor do que nós mesmos e que se olharmos com calma descobriremos novas possibilidades de realizar o que pretendíamos se a nossa motivação for o bem e a alegria do próximo.
A união das pessoas em algum propósito multiplica os talentos e o trabalho é realizado com numa festa.
Este comportamento diferenciado é o testemunho do Reino dos Ceus e mais pessoas conhecerão a Graça de Deus.
Quantos se imobilizam ao ouvir a frase 'não tem vinho' e, desanimados, abandonam a festa ?
Que festa é esta ?
A vida, que não podemos desperdiçar por falta de Fé.
Transformar a água em vinho está ao alcance de todos nós.
Amor é fundamental

Nenhum comentário: