quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Marina e a Rede

Muitas surpresas podem acontecer como muitas já aconteceram !
Marina passou de protagonista à coadjuvante nesta eleição hospedada no PSB.
Fazia parte do acordo entre a candidata a vice-presidente retornar à Rede Sustentabilidade após a eleição, porém com a insistência de Reforma Política e já a antecipação de um possível consenso em torno da cláusul...a de barreira para evitar recursos para os partidos novos sem 5% do eleitorado confirmado nas urnas em todo Brasil, estar num Partido com a musculatura do PSB em vez de conseguir efetivar a Rede é uma situação favorável que não deve ser desprezada.
Todo esforço para registrar a Rede poderá ser em vão !
Marina não é cacique ! Na discussão sobre qual candidato ela apoiaria no 2° turno houve bastante resistência de membros da Rede.
A Rede é um grande ensaio de um partido moderno, mas vale lembrar que o PSDB também inspirou entusiasmos na sua fundação com o mesmo apelo de modernidade.
Se a energia investida para formar novos partidos for direcionada para formar novos quadros nos partidos antigos, acredito que é possível colher resultados mais gratificantes, efetivos, duradouros e mais rápidos.
Mais que plantar novas árvores precisamos dar seiva para as velhas e aproveitar sua estrutura frondosa no tempo e no espaço.
O imprevisível ofereceu para Marina e demais pessoas dedicadas ao processo político uma nova possibilidade para se posicionarem.
Alguns contratempos são dádivas do próprio tempo para que a sabedoria da experiência e o vigor de novas circunstâncias se encontrem em relizações prodigiosas.
Amor é fundamental

Nenhum comentário: