domingo, 19 de outubro de 2014

Da Galileia nenhum profeta surgiu

Os fariseus já odiavam Jesus porque ele não guardava o sábado e incitavam o povo para matá-Lo.
Tanto que Jesus achou por bem voltar à Galileia e evitar Jerusalém o tempo que pudesse.
Dentro de poucos dias começaria a festa dos Tabernáculos e todos deveriam estar em Jerusalém. Jesus não queria ir, mas Seus irmão diziam que as pessoas precisavam ver a...s maravilhas que realizava (por deboche porque eles também não acreditavam que Jesus era o Messias) Jesus hesitou e eles viajaram antes.
Durante a festa todos O procuravam; uns para serem curados ou ouvir Suas palavras e outros para prender ou matá-Lo.
Por ser perigoso expôr as opiniões abertamente, os comentários a Seu respeito circulavam por murmúrios, muitos murmuravam sobre Sua bondade e muitos que Ele era um charlatão.
Mesmo correndo perigo Ele foi para Jerusalém e começou a ensinar as Escrituras no templo: todos se admiravam com tamanho conhecimento. Também lhes falava sobre o Espírito Santo, algo diferente de tudo que já tinham ouvido.
Os guardas enviados pelos fariseus não ousaram Lhe fazer mal e voltaram para seus senhores explicando que não podiam cumprir as ordens de prendê-Lo.
Os fariseus e os sacerdotes principais ficaram irritados e perguntaram aos servos se eles acreditavam no que Jesus ensinava ou que Ele seria o Cristo ou algum profeta.
Nicodemos, príncipe e mestre em Israel manifestou sobre considerar alguma possibilidade e foi repreendido pelos fariseus.
Tudo o que os fariseus disseram foi: "--- Examina, e verás que da Galileia nenhum profeta surgiu". (João 7:52)
Extraordinária a mentalidade dos fariseus, não acham ?
Deus, todo poderoso, não faria nascer um profeta na Galileia ou em qualquer parte do mundo ?
Querem maior prova de que os fariseus ou os sacerdotes pouco se importavam com os ensinamentos de Deus ?
Não era Deus e muito menos o povo o motivo de seus cuidados. O maior interesse que eles possuiam era o mercado que girava em torno do templo e das festividades religiosas.
Por isso, Jesus era uma ameaça e deveria ser assassinado !
Esta narrativa está no capítulo 7 do Evangelho de João, em menos de 1/3 do Evangelho Jesus já está condenado à morte pelos sacerdotes e fariseus.
Amor é fundamental

Nenhum comentário: