quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Boff e o fundamentalismo

 Genésio Boff nos explica que o fundamentalismo religioso nasceu quando a Universidade Princeton publicou uma coleção de livros denominada "Fundamentals: Tetimony of Truth" (Fundamentos: Testemunha da Verdade) quando os protestantes presbiterianos estadonudienses provocaram um debate sobre os costumes da sociedade moderna no século XIX. http://www....jb.com.br/leonardo-boff/noticias/2014/10/06/a-doenca-do-fundamentalismo/?from_rss=None
De acordo com o ex-frei, as Cruzadas não seriam consideradas guerras de fundamentalismo religioso, isto é, cristãos europeus contra o Islã, simplesmente por serem anteriores as publicações de Princeton.
Nada mais esdrúxulo !
Não sejamos precipitados, a intenção não é encontrar o primeiro equívoco sobre o fundamentalismo, mas mostrar a campanha irresponsável que Boff faz para dividir protestantes e católicos e a repercussão política e eleitoral, uma vez que seu artigo sobre a sujeição de Marina Silva ao "fundamentalismo evangélico", foi distribuído como material de campanha no 1° turno em favor da candidata do PT.
Antes demais nada precisamos ser sinceros e não misturar fundamentalismo com fanatismo. Se há discordância ao que os presbiterianos dos Estados Unidos consideraram como fundamentos da Bíblia ou do Evangelho, é necessário evitar a acusação de fanatismo religioso, porque a discussão se torna estéril, que não sei, se esta é a real intenção de Genésio Boff.
Vamos fazer algumas reflexões:
1) fanatismo religioso - do ponto de vista do Evangelho, fanatismo e religião são termos excludentes. O fã adora um Deus e o Evangelho deixa que religião não é adoração, mas viver em comunhão com Deus, fazer a vontade de Deus como um pré-requisito para viver em estado de graça.
2) bíblia não é Evangelho - o que chamamos de Antigo Testamento é um livro sagrado para a religião judaica e determinou a cultura dos hebreus. Somos brasileiros e a Constituição Federal é o documento que deve orientar nossas relações sociais. Qualquer código doutrinário de alguma religião deve estar abaixo da Carta Magna.
3) Evangelho é uma reportagem sobre a vida e ensinamentos de Jesus. Jesus nada escreveu !
4) Cultura não é Religião: cultura é o conjunto de hábitos de um grupo social e suas narrativas e religião é a prática de se relacionar com o misterioso.
5) o fundamento não é fanatismo: fundamentos são princípios sobre os quais são apoiadas outras considerações e fanatismo é adoração, comumente desprovida de reflexão.
6) fundamento também não é intolerância: não desejar ouvir a opinião de um não praticante de sua crença expressa sobre ela não é intolerância porque intolerância é não permitir que outro expresse qualquer outra crença.
7) o fundamento do Evangelho é o Amor.
Diante dessas questões voltemos ao artigo de Genésio Boff !
O grande público, por repetição da mídia, compreende e até teme a palavra fundamentalismo porque ela é atribuída aos terroristas árabes que se declaram muçulmanos. Portanto, existe uma associação direta entre fundamentalismo e terrorismo, que é vinculado ao fanatismo religioso porque terroristas árabes se declaram religiosos.
Em primeiro lugar: cada pessoa pode se autodeclarar qualquer coisa e fazer em nome desta coisa algo incoerente ou contrária a esta coisa.
Genésio Boff tenta deliberadamente transferir o medo que as pessoas possuem dos terroristas árabes para os evangélicos, que agora, toma o cuidado de usar a expressão protestantes.
Porque, se o termo fundamentalismo foi usado primeiramente para designar o movimento, talvez conservador ou reacionário, protestante estadunidense; o comportamento deplorável associado a movimentos religiosos não surgiu com a prática protestante.
O primeiro desatino entre religião e política foram os reinados teocráticos da antiguidade que ainda lutamos por nos desvencilhar.
O Evangelho é um  movimento para libertar as pessoas dessas confusões e o seu papel é colocar as controvérsias em seus devidos lugares e campo de apreciação.
Genésio Boff é um irresponsável !
Amor é fundamental

Nenhum comentário: