quinta-feira, 21 de março de 2013

O Reino dos Ceus será dos humildes de espírito

Creio que não exista uma palavra tão confusa em português quanto humilde.

O louvor que se faz da pobreza reflete a nossa própria pobreza de percepção e diálogo. É fato que existe o empenho em produzir uma cultura para que todos se conformem com as privações. Do lado prático não há recursos suficientes para saciar o consumo de todas as pessoas e em decorrência disto a opulência gera rancores e cobiça. Os sacerdotes, mais uma vez, impediram a prosperidade ao perpetuar a ignorância e impediu a verdadeira partilha, a partilha justa confirmada pelo talento das pessoas e preferiu concentrar poder e riqueza nas mãos de senhores mesquinhos e desonestos.

O resultado mais claro é a promoção da mediocridade somada à mansidão. Não podemos exigir qualidade, não podemos imaginar novas soluções, não, não podemos... porque as 'Sagradas Escrituras' nos ensinam ser obedientes. Nada contra a obediência! Só quero obedecer a Deus e os sacerdotes que fiquem sem autoridade para dizer o que podemos ou não realizar em nome de Deus.

Não costumo abrir dicionários para pesquisar palavras frequentemente usadas porque imagino saber o seu significado. Pois bem, em se tratando da Bíblia sendo interpretada pelos sacerdotes isso é extremamente necessário.

A palavra humilde significa simples, pobre, modesto, medíocre, baixo, obscuro. Com toda sinceridade, são coisas desprezíveis e ninguém se contenta em ser identificado com elas.

Ser simples de espírito é ser bocó? As pessoas mais esclarecidas conhecem o valor da simplicidade como elemento da mais alta sofisticação e é uma pena a simplicidade ficar no mesmo imaginário que algo obscuro e medíocre. E o que dizer sobre a modéstia? Um dos significados, e creio ser o mais adequado, é o de quem não cultiva o luxo. Se pobre está associado a humilde e a modesto essas ideias estarão automaticamente em oposição a rico. Nisto criamos uma relação perversa: a de que rico é luxo e luxo é riqueza. Ou seja, aprisionamos as polaridades e ao compreender uma ideia , ao fazer uma oposição automática, nos precipitamos e perdemos o sentido de outras.

Por isso a leitura da Bíblia é a maior defesa dos seguidores de Jesus, lê-la com a inspiração do Espírito Santo, desenvolvida pela oração e consultando o dicionário. É impossível conhecer os ensinamentos de Jesus ouvindo um monte de sacerdotes boca mole e mal intencionados.

O mal não é ser rico ou próspero, o mal é oprimir as pessoas com a sua riqueza ou auto imagem de riqueza. Porque tem gente que não é rico, mas se auto considera porque exibe um patrimônio ou outro.

Na versão em inglês o mesmo versículo não usa a expressão humilde e sim a palavra 'poor', cujo significado é pobre e é seguido de inferior, medíocre, insatisfatório e coitado.

Imaginar que o Reino dos Ceus será dos pobres em espírito é um disparate. A luz do mundo e o sal da terra são os coitados? Creio que não! Também podemos apreciar que todos estes significados indesejáveis relacionados à humildade é do ponto de vista da sociedade e da tradição e que Jesus propunha um mundo com novos valores, talvez um mundo inverso. Daí, precisamos ler ainda mais a Bíblia para compreender esses novos valores e dentre eles eu já antecipo que o maior é a dignidade.

Ninguém é digno sendo coitado, medíocre ou insatisfatório.

Um caminho que percebo que possa esclarecer este ponto é o de que a palavra humilde vem de húmus, assim como humano também vem de húmus e húmus significa terra. Humilde originalmente seria a pessoa mais consciente da sua humanidade? Seria uma pessoas mais consciente da ideia 'do pó você veio e ao pó tornará'? Seria alguém atento e vinculado ao essencial entre as pessoas e todas as coisas?

Bom, conheça a verdade e a verdade o libertará! É preciso remover tanto entulho para que a Bíblia nos contemple e ensine porque ele foi muito contaminada pela conveniência dos vendilhões do templo.

O Reino dos Ceus será de quem vive o essencial !Viver o essencial pode ser a prática de dispensar o supérfluo e as tolices.


Hy Ho!

Nenhum comentário: