quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

O inimigo semeia o joio

Que contradição!

Os discípulos de Jesus possuem muitos inimigos porque ser a luz do mundo incomoda e afirmo o quanto isso é uma grande ironia.

Os discípulos de Jesus se afastam de qualquer discussão vazia e não ostentam coisas fúteis; vivem o Poder, o Reino e a Glória mais no íntimo que exteriormente. Vestem-se sem o esplendor dos lírios, alimentam-se como se alimentam os passarinhos e pouco se importam se haverá onde recostar a cabeça. Parece a descrição de um eremita ou andarilho, mas é algo extraordinariamente mais profundo, isto é, vive-se o dia e  louva-se o pão de cada dia porque acumular com euforia consiste em estar cego para todas as belezas permanentes da vida. A ideia não é privar-se de tudo e sim ser um contraponto a um consumo insano.

Se o consumo fossse limitado aos objetos... mas muito mais que objetos consumimos ideias! As ideias de sucesso, de prosperidade, de felicidade, de comportamento familiar, de amizade estão impregnadas de joio.

Por isso, os seguidores precisam desenvolver a cautela e vigiar o campo. Estará lá o joio porque o inimigo semeou, mas deverá ser arrancado somente depois de crescido para que não prejudique o trigo enquanto o trigo não estiver firme.

Por exemplo: quantos deixaram de acreditar no amor por terem ouvido "eu te amo" de lábios irresponsáveis ou imaturos? Quantos estão desanimados por terem sido tratados como bobos quando confiaram em alguém? Isto é, o amor não deve deixar de existir porque as pessoas são irresponsáveis e muito menos a confiança.

Tentar arrancar o joio antes que cresça é perder a chance de recomeçar! Porque no início tudo segue os mesmos rituais de sedução, ou seja, esconder defeitos e exaltar virtudes ou projetar grandes proezas e aventuras.Gato escaldado tem medo de água fria, não é? Porém, sem arriscar novamente o novo não se concretiza.

Cristalizar paradigmas irrealizáveis faz parte da estratégia do inimigo e sugestionar os distraídos a tais modelos é o danado do joio. O joio é sutil porque o seu fracasso e frustração garantem a sobrevivência do inimigo.

O inimigo vive oferecendo uma série de produtos para aliviar os males de todos os equívocos e hipocrisia: pílulas contra depressão, cursos para alcançar uma visão específica de sucesso, moradias para um modelo de felicidade familiar, apetrechos contra a solidão e assim por diante.

Só é possível separar o joio do trigo por meio da oração! Justamente por isso o inimigo lhe oferece um leque atraente de distrações também.

O impacto de seguir a Jesus é gigantesco e é algo que ressente a muitos porque os discípulos são leves, ainda que sob perseguições. Nada há neste mundo que possa preencher o encanto da comunhão com Deus, isto é, sucesso, família, felicidade e, principamente, solidão é muito melhor com Deus.



Hy Ho!

Nenhum comentário: