domingo, 16 de dezembro de 2012

Arcádia de Carmem III

ary  ranha
ary  tana
ary  stóteles
ary  do
ary  stófanes
ary  gó
do   embu


an dante
allegro
largo
vivace
maxixe
choro
arcos da lapa
vou em boa hora
pra loloro
amigo do vinho
inimigo do rei
porto seguro
solidão
a mulher bem-me-quer
o leito que terei


tosquiar o tosco
lapidar não só
a pedra
media in via
erat lapis


sapo cururu
na beira do rio
quando o sapo canta, maninha
é que está no cio


endechas
cofiam
madeixas
absortas
pelo
vale

ludius laudat poesis
preces preços fede
domini cani in excelsis
compostella peregrino penitece
precipício preceptor est

Nenhum comentário: