domingo, 25 de novembro de 2012

Coda II

Ano de 2010, ano do zoio!

Troquei toda a equipe e nasceu a TV Burro, uma tv para a educação política.

Em janeiro, foi lançado o vídeo "Papel do vereador" e hoje está com 3. 852 exibições. Em números a TV Burro aponta 512 vídeos no youtube e um total de 47.276 exibições.

Na TV Burro o público pode encontrar as minhas tribunas no horário dos Temas Livres, discussões das peças orçamentárias e de alguns projetos.

Já no início do ano participei da Comissão de Estudos sobre o trem-bala e frequentei várias audiências públicas. 

Neste ano começou o estranhamento entre mim e o Amagai, presidente do Democratas em Jacareí. Kan Kan, Heloísa Nascimento e José Antero fizeram a vez de capangas. Como José Antero concentrava poder na Câmara, estilhaços de nossas desavenças atingiu o Diobel, que era o presidente da Casa no biênio 2009-2010.

Kan Kan, como secretário do partido, iludia o 1° suplente, Paulinho do Esporte, com uma possível cassação do meu mandato por indisciplina partidária.

Heloísa Nascimento, de acordo com a sua expertise, começou, no seu site de fofocas, a me acusar de apoiar o prefeito e de que eu era um "cavalo de troia" na oposição.

Importante lembrar, que a Heloisa Nascimento era advogada comissionada da presidência da Câmara e simultaneamente escrevia no seu site de fofocas assuntos internos da Câmara. Outra coisa também é importante lembrar: Amagai era e é um dos patrocinadores do site de fofocas.

Começou o Nova Atitude, uma frente composta com os vereadores novos e de comportamento diferenciado. Éramos eu, Laudelino, Alex da Fanuel e Edinho Guedes. Posteriormente, o Marino também colaborou com nossas ações. O Nova Atitude acabou quando o Edinho revelou seu perfil assistencialista ao fazer o projeto de lei de isenção de IPTU para os moradores atingidos pelas enchentes.

Do Jornal Abobrinha, o blablablá da feira, nasceu o pastel de abobrinha por inicitiva da Banca da Silvana. Do pastel de abobrinha nasceu o concurso de pastel da feira como ingrediente tema abobrinha, obviamente. Do concurso de pastel nasceu Abo Brown, filho do primo do amigo do cunhado do sobrinho do James Brown. Com estas credencias e muito soul, Abo Brown foi o garoto propaganda do concurso!

Em abril fizemos, a 2° edição da Campanha Hospital, Primeiro! - Jacareí exige - com estampa de Daiana Siqueira.

Nasceu o protesto "A cidade adoece, você também" por faltar pediatras no UPA Infantil. Foram várias quarta-feiras de buzinaço e cantoria na porta da prefeitura.

Em agosto, fizemos, com o apoio da Fundação Cultural de Jacarehy, o lançamento do livro de Vitor Cei, "Raul Seixas: no torvelinho de seu tempo" em comemoração ao Dia do Maluco Beleza.

No período eleitoral, tive a satisfação de defender o nome de Macedo Bastos para Deputado Estadual.

Em outubro, fiz o curso do ENA - Espaço Nossa Âncora. ENA é um grupo de apoio ao luto sediado em São José dos Campos. A intenção é montar uma sede do grupo em Jacareí.

Em novembro, lancei a minha candidatura para presidente da Câmara e fiz um reboliço.

Em dezembro, fiz a serenata de natal nas ruas do centro de Jacareí com o meu sax, tocando sem nenhuma habilidade e sem noção a singela "Noite Feliz".



Hy Ho!

6 palitos - o ovo da pata - alfabetize seu filho em casa

sábado, 17 de novembro de 2012

Indicações

A Indicação é o documento que o vereador envia ao prefeito para sugerir ações ou solicitar atenção sobre alguma demanda. Na condição de parlamentar (porta-voz) o vereador ouve muitas manifestações dos munícipes.

Sem competência legal para atender estas solicitações, o vereador encaminha estas ideias por um instrumento oficial denominado indicação. As indicações irão para as gavetas da Secretaria de Governo ou servirão de moeda de troca para futuras votações.

Infelizmente é assim, aquilo que o Poder Executivo deveria fazer por obrigação o faz politicamente, sempre com a justificativa de que não há recursos para atender a todos os pedidos (o que ninguém duvida) e de que  precisa entrar no cronograma de atividades (o que ninguém duvida também porque uma gestão organizada possui cronograma pra todas as tarefas).

É assim!

Se á assim ao  tratar de serviços imagina com ideias e conceitos ?

Cabe ao parlamentar realizar e difundir as práticas que acredita colaborar para a reflexão da sociedade. Educação política é uma tarefa típica de partidos políticos, mas estes não a fazem. Quando o parlamentar assume o compromisso ideológico e partidário terá que fazer a doutrinação política por si só com os recursos do subsídio.

Revelar lideranças? Organizar comunidades? Desfraldar bandeiras?

Comprometido, fará por si só por tudo aquilo em que acredita!




Hy Ho!

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Legislativo e Parlamento

Com o exercício da vereança percebemos algumas distinções práticas entre termos inerentes, embora conflitantes. É o caso de Legislativo e Parlamentar.

O Poder Legislativo possui a autoridade para propor, apreciar e aprovar leis e ao mesmo tempo representar o povo.

Embora as leis sejam para o bem do povo nem sempre o agrada. Uma visão de longo prazo conflita com interesses imediatos e vejo aí um grande desafio. Ao Poder Legislativo, que ao mesmo tempo é Parlamento, cabe antecipar os problemas para oferecer as soluções, isto é, prever para prover como bem expressa a máxima positivista.

Como conciliar o segmento que o elegeu com temáticas de outros grupos de interesse? A atividade de vereador é uma atividade fragmentada sujeita a uma cidadania ainda imatura. É o todo que deve atender à parte ou é a parte que deve preencher o todo?

Respondo a este questionamento partindo da premissa de que o todo deve ser priorizado e conservado, desde que o todo continue passível de negociação entre as partes. O todo pode ser alterado, porém sem futilidade ou miopia.

Porque diante de tantos imprevistos buscamos uma estabilidade ou garantias que motivem investimentos de recursos financeiros, de tempo e emocionais. Em outras palavras, o todo deve emocionar, esta é a essência da municipalidade. Por exemplo, Paris é a cidade luz e Nova York a grande maçã. Isto são mais que alegorias, são estratégias que internalizam a cidade em seus cidadãos de modo que para qualquer lugar que você vá leve a cidade consigo.

São os cidadãos que fazem a cidade? Certamente, mas é a cidade que lhe confere identidade como alguém deste ou de outro canto. A cidade também é melodia e muitas trazem as suas próprias festas como codinome ou sobrenome.

A cidade antecede ao cidadão! E infinitas variáveis antecedem à cidade. Porque a cidade sempre foi e será cenário de acontecimentos de grande magnitude ou modestos.

Enquanto o legislador é impessoal para conservar o todo da municipalidade também é porta-voz dos anseios de grupos de pessoas. Percebo que esta equação só fecha no futuro porque a cidade não pode estar fada à espontaneidade. A bela cidade exige postura de seus cidadãos e desperta contrariedades e, no entanto, a postura poderia ser um gesto de gratidão e devoção por tudo que a cidade possibilita.

Para um futuro com menos dissabores quanto de esforços serão exigidos dos nossos cidadãos e com quais resultados estão comprometidos os nossos gestores?

A compreensão destes fatores é o Parlamento e a instituição da segurança jurídica é o Poder Legislativo.

Adimensão fiscalizadora do vereador, tanto como legislador como parlamentar, é uma exigência contra gestões volúveis, que por incompetência ou má-fé, destróem o trabalho de todos para proteger seus apaniguados.


Hy Ho!

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Coda

Depois de 4 anos, a vereança chegará  ao fim dia 31 de dezembro!

Fiz do meu mandato de vereador uma instalação com 3 temas: renúncia, denúncia e anúncio. Isto é, afastei-me dos vícios do poder, apontei os erros do Poder Executivo e adjacências e mostrei o quanto é possível pensar e se entregar ao município de Jacareí. Pra tudo há soluções técnicas, mas inviabilizadas pela mesquinharia da especulação imobiliária.

Jacareí, padece pela falta de planejamento, carece de coragem e merece pessoas melhores na sua gestão.

A gestão é o que é porque falta-nos participar dos partidos políticos para afastar 6 dúzia de presidentes capachos da constução civil e da especulação. Em 4 anos repeti isso tantas vezes!

2009

Em 2009, eu era um presidente da sociedade amigos de bairro constituído vereador. Militante da cultura,empreendi o carnaval de marchinhas no Jardim Jacinto com o Bloco do Geladinho desde 2005 entre tantas atividades recreativas e culturais.

Adquiri o apelido de Burro em 2007 por fazer o protesto em defesa da Capelinha do Cruzeirinho.

2009 iniciou com o especial Elis Regina, no Bar da Patrícia em janeiro!

Em fevereiro, desfilou o Bloco do Geladinho com outros blocos do Matinê do Jacinto.

Em março, a Orquestra de Papel inicia as atividades na Emei do Igarapés.

Em abril, começou a campanha Hospital, Primeiro!

Em maio, 1° corrida de rolimã no Maria Amélia II

Em julho, fiz o encontro Mulher Democratas de Jacareí, com a ilustre presença da vereadora Renata Paiva de São José dos Campos.

De julho, em diante trabalhei paralelamente à campanha do hospital com o concurso de música Samba Natalino, que teve as fases de divulgação, inscrição, julgamento e premiação.

Em setembro, foi realizado o manisfesto do jovem Gabriel na praça do Rosário. Gabriel tinha falecido em agosto por suposta negligência médica na Santa Casa de Jacareí.

Também em setembro fizemos a 2° corrida de rolimã no Maria Amélia II.

Em outubro, aconteceu a Discoteca do Miguelito no Jardim Jacinto.

Em novembro, após a redução da bancas dos feirantes, lancei o periódico Jornal Abobrinha em defesa dos trabalhadores da Feira Livre.

O Samba Natalino contemplou 5 finalistas no dia 2 de dezembro (dia nacional do samba) com um evento de premiação no Real Park Hotel.

Tudo isso ocorreu simultaneamente ao trabalho legislativo, que foi realizado com aprumo e constante qualificação.


Hy Ho!