segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Aprendendo xadrez: Rei

Continuando com a alegoria da guerra....

quem é o Rei?

Dentre os peões revelou-se alguém com mais habilidade que os demais, alguém cuja colaboração foi essencial para o êxito da empresa.

Alguém com memória de lutas passadas;

capaz de antecipar resultados;

sensível às privações das guerras;

que ame o grupo e

determinado a vencer.


Movimento: a peça Rei anda uma casa de cada vez em qualquer direção.

Tradução: o Rei faz passinho pra frente, passinho pra trás ou passinho pr´um lado, passinho pro outro.

O objetivo do jogo até matar o Rei adversário e quando o Rei fica sem saída nós alcançamos o Xeque Mate, expressão de vitória e fim do jogo.

Muito importante é que o Rei não pode ser comido de surpresa, antes o adversário precisa avisa que ele está sob ameaça.

E a emoção do jogo é exatamente esta e por não aproveitar da distração do adversário e precisar expor a estratégia o esporte se torna mais desafiador.

Tradução: nenhuma peça pode comer o Rei de cor diferente sem avisar, e ideia é encurralar o Rei de outra cor até ele não ter mais como dar um passo. Quando ele estiver impedido de andar acaba o jogo.

Novas partidas: agora incluir os Reis no jogo junto com os peões para fixar os movimentos.



Hy Ho!

Nenhum comentário: