terça-feira, 13 de setembro de 2011

Estado Burocrático por Direito

Se só a antropofagia nos une podemos dizer que só a omissão nos pune!

Reclamamos , mas não participamos!

As decisões políticas não são as melhores? Depende: se o Direito é de quem reclama as Leis são de quem legisla!

Participar é o início, o fim e o meio em Política e a falta de participação promove distorções de qualquer natureza.

É muito comum, num ímpeto "anarquista", ser contra o Estado e considerarmos chique sentirmos ogeriza a qualquer coisa organizada, porque tudo que é organizado é opressor.

Esquecemos, ou mesmo nunca tivemos chance de saber, que o Estado é uma ferramenta de Poder e não o próprio Poder.

O Estado enquanto ferramenta não é bom nem ruim, neutralidade característica de toda ferramenta porque toda ferramenta é amoral e como tudo que é amoral se confunde com imoralidade de seus usuários. E é complicado dizer o que é imoral se não sabemos o que é moral.

Sem querer dar lições de moral (longe de mim esta pretensão) basta lembrar que moral é um conjunto de hábitos e costumes e, independente das prescrições, que muitas vezes não observamos, precisamos refletir sobre o modo que estamos acostumados a agir e se tais atitudes prejudicam ou não a sociedade!

Compreendendo que o Estado é apenas uma expressão de Poder e não o próprio Poder nos cabe questionar o que é o Poder, onde ele está e quem o exerce! Creio eu que esta é a maior investigação que alguém comprometido com a liberdade pode fazer!

A Burocracia também é apenas uma ferramenta administrativa que, por comodismo ou conveniência, é confundida com a própria administração.

A burocracia define responsabilidades e existe para mostrar quem responde por este ou aquele ato administrativo ou função. O desvio da ferramenta é o que nos lesa e aborrece!

E por sua vez, o Direito é uma ferramenta da Justiça e nunca a própria Justiça!

O Direito é a garantia de contestação. Diretrizes e procedimentos para se defender de prejuízos ou repará-los. As origens de tais prejuízos? Abusos e expedientes escusos que estabelecem a assimetria de Poder.

Pelo nosso distanciamento comumente nos equivocamos entre formas e conteúdos!

Estado, Burocracia, Direito, Administração, Justiça e Liberdade são apenas formas e o conteúdo delas somos nós mesmos.

Somos condenados pela nossa própria omissão!

Participar exige coragem porque os interesses acomodados farão pressão para afastar qualquer desconforto ou "transgressor"!

Como também não existe nenhuma contestação sem coragem ou Justiça sem desagradar as duas partes de um litígio!

Quem disse que as coisas são ruins como estão?

Você?

Bom, porém sem sua participação nada mudará!

Falta interesse ou coragem para participar?


Quer saber?


Azar seu!




Hy Ho!

Nenhum comentário: