quarta-feira, 29 de junho de 2011

Diluindo o Poder Absoluto

Um grande erro é imaginarmos que todos sabem a importância do Poder Legislativo.

Vejo semelhança entre este tema com tantos outros do cotidiano em que todos deixam de perguntar por vergonha de assumir o que ainda desconhece.

Permanece os equívocos de quem repete coisas vagas com maior convicção.

A origem e fim do Poder Legislativo é diluir o Poder Absoluto e ao consultar um Colegiado a esperança de que menos pessoas sejam orpimidas por decisões unilaterais que refletem o capricho de um grupo dominante.

O Legislativo nesce para dar corpo à Democracia e percebo que a aversão ao Poder Legislativo é pura expressão da ignorância.

É notório o medo que as pessoas tem da Liberdade, que seja, na melhor das hipóteses, por falta de prática; mas a fragilidade de todos estes conceitos é resultado do Poder Absoluto que se contorce para não ser diluído.

A concentração de poder sabota a Liberdade, a Expressão e mutila a Representatividade ao preservar a Ignorância.


O Poder Legislativo é constituído por pessoas e as pessoas erram e a eleição é o mecanismo para preservá-lo destes erros. Se a oxigenação da Casa do Povo não corresponde às expectativas da população é devido ao afastamento da própria população.

Quem afasta a população? Ora, quem deveria aproximá-la, os Partidos Políticos.

E como é feita a aproximação? Pela informação!

Agora entendemos porque os Partidos não cumprem a função de informar.; porque, invarivelmente, as legendas são parasitadas por pequenos grupos que concentram poder e para isso quanto menos invasores melhor.

O Povo é considerado invasor pela farramenta que deveria representá-lo e daí a enxurrada de incoerências.

Permanece a desinformação para afastar ainda mais as pessoas de suas ferramentas de transformação.


Sobre a Desinformação


Nada melhor para manter a desinformação do que a Escola, seja pública ou privada!

Com seu currículo dasatualizado e excesso de conteúdo inútil, fora a esquizofrenia dos professores.

Depois, o Sindicato dos Professores.

Cujos agravantes são:

1° ) por ser Sindicato, associação preconceituosa em que a ignorância é inerente;

2°) por ser exclusivo aos professores, profissionais, na maioria dos casos, descartados pelo mercado de trabalho e que despejam as suas frustrações nos adolescentes confinados em uma sala super lotada.


E a Mídia,


Que nada tem de independente, porque protege os interesses dos anunciantes que, na maioria dos casos, são os financiadores de campanhas eleitorais e que sobrevivem de tudo confuso como ainda está, ou seja,


os Patrocinadores do Poder Absoluto.


E quero finalizar sem alimentar teorias conspiratórias.

O que acontece, acontece apenas pela ausência da população nos Partidos Políticos.

É a regra do jogo: se o Poder Legislativo é a Casa do Povo, os Partidos são as varandas e o Povo fica na rua por pura desinformação ou timidez.

Invadir os Partidos Políticos e participar da seleção de futuros candidatos é a única maneira de diluir os Poder Absoluto.


Hy Ho!

Nenhum comentário: