quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Legendas de Aluguel

É de se lamentar!

Em nossa Casa, discutir programas de partidos e suas respectivas doutrinas é para os vereadores do prefeito cultivar picuinhas e, o que passou passou, pois com o tempo todos amadurecem com os seus 45 anos de idade.
"Não quero lhe falar, meu grande amor, das coisas que aprendi nos discos...",mas, em tempos de "fidelidade partidária", nos entristece ouvir um vereador afirmar "todo-muito-à-vontade" que pouco importa o que pensa o fundador de seu próprio partido.
A Democracia, salvo engano, é o diálogo entre as instituições e o parlamento é constituído por várias agremiações políticas. Insisto: há programas, doutrina, estatuto, ideologia! O eleitor opta por uma disponível ou outra e também possui liberdade de fundar ou promover um nova agremiação.
A representatividade de qualquer agremiação se faz com adesões. Aí é que está! O cidadão consciente e disposto a particpar das decisões políticas pode aderir a quê? Se o gesto não condiz aos discursos, se a prática não é orientada por pressupostos concebidos coletivamente há uma degeneração de todo processo de construção democrática. Levantamos paredes com tijolos podres, areias de má qualidade e cimento ruim.

...continua...

Nenhum comentário: