sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

DIÁRIO DE BORDO XXXV

Ritual de quinta-feira : 6:50H na Infra.

Novas conversas sobre a integração dos Servidores Municipais! Difícil a parceria entre as duas ex-chapas do Sindicato, porém há maneiras de se fazer o campeonato sem a parceria.

Na sequência, uma conversa muito esclarecedora com a Dirigente Estadual de Ensino de Jacareí.
Das 6 cidades coordenadas por ela, só Jacareí apresentou problemas. A falta de espaço físico para acomodar as crianças deve-se à deficiência da Prefeitura ao planejar o ano letivo de 2009, uma vez que a Escola Lamartine Delamare está desviada de seu fim; ao invés de atender o Ensino Fundamental, conforme a sua inscrição, oferece cursos "profissionalizantes" (A língua francesa capacita o profissional de qual área? Pois é, um dos cursos oferecidos no Lamartine, fora o cursinho pré-vestibular!) a questão não é se francês é legal aprender ou não e se tem valor o pré-vestibular; a questão é: o prédio do Lamartine possui uma destinação própria e que está sendo desvirtuada, até porque, está sendo desvirtuada também a missão da Secretaria Municipal de Educação que, segundo a Constituição Federal precisa priorizar a Educação Infantil e Fundamental.
O Lamartine resolveria todos os problemas? Pelo menos a demanda de 2009, sim! E teria tempo para planejar o ano letivo de 2010.
O maior problema de todos? É que a Prefeitura não sabe conversar com ninguém, de nenhum setor! Há o caso da empresa Masterfood que abriu as portas pro lado de Guararema porque levou chá de cadeira do prefeito Marco Aurélio.Resultado: perda de receita para o nosso município!
Voltando para o caso do Ciclo de 9 anos do Ensino Fundamental. O que é demanda compartilhada? Tanto o Estado quanto o Município serem responsáveis pela Educação Fundamental! O Estado atende as crianças que, com a nova nomenclatura, estão matriculadas no 2° ano, que são as crianças de 7 anos de idade, como sempre atendeu. Cabe à Prefeitura as crianças com 6 anos de idade como sempre coube, porém, ao invés de serem denominadas como Infantil III, agora são denominadas como 1° ano! Simples!
Tudo é uma transição e o Estado de São Paulo se antecipou e em 2010 o Estado absorverá as crianças das quais os Municípios não puderem absorver. Basta que o Município comunique a sua incapacidade de atender. Neste caso a humildade seria a solução de todos os males, porém é a primeira coisa que falta para a nossa Administração Municipal. Talvez com medo de ser questionada sobre o uso dos 25% do Orçamento de uma cidade rica como Jacareí!


Hy Ho!

Nenhum comentário: