segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

DIÁRIO DE BORDO VI

Manhã calma, porém com um stress.
Adotamos o procedimento de não fazer currículos e tirar xerox. Os três primeiros atendimentos eram currículos e xerox. Pedimos para a recepção informar as pessoas. A recepção disse que não daria o recado e que os assessores deveriam dizer à população. Bem, os assessores disseram que os recepcionistas poderiam colaborar. Eu assisti à e assisti a discussão. Todos crescemos; foi ótimo!
O último xerox da manhã era um morador do bairro Maria Amélia III. Conseguimos trocar o xerox por uma visita ao bairro para verificar problemas com os lotes baldios sem capina.
Lemos o jornal e reproduzimos uma matéria interessante da revista Época sobre a desaceleração do consumo e do capitalismo. (É pra isso que serve o xerox! Divulgar idéias!).
Rivelino pergunta quando iremos gravar a sua marchinha. Em breve é a reposta.
Mandei um e-mail para a minha prima que trabalha na prefeitura da cidade de Guelph, no Canadá.
O gabinete extrapolou os limites do cubículo parlamentar e durante o caminho e em meio ao almoço, em casa ,atendi quatro pessoas.
Pela tarde temos a surpresa do dia da recepção. Anuncia-se o Sr. Onofre Candelária de Souza. Quem é? O queridíssimo Nozinho, do Cidade Salvador. Veio nos visitar e expressou que o seu sonho, algo pelo qual lutaria se ganhasse a eleição para vereador seria a de conseguir uma linha de ônibus Jacareí- São José, que passasse pelo Cidade Salvador. Alega que muitas pessoas perdem a oportunidade de bons empregos em São José por precisar pegar mais de uma condução. Ainda sobre transporte coletivo diz que os novos letreiros luminosos nos ônibus confundem todo mundo. Porque quando conseguem ler o letreiro, o ônibus já passou. Também lamenta o fato do ex-prefeito não ter cumprido a palavra com os condutores do transporte alternativo, os perueiros.
A conversa foi interrompida por termos agendado uma visita para filmar e fotografar o Jardim Jacinto. A pracinha está sem manutenção, mato na altura do joelho de um adulto e as ruas estão condenadas com o aumento do trânsito. Registramos a equipe do SAAE consertando dois vazamentos na Epitàcio Pessoa. A esquina da Afonso Pena com a Rodrigues Alves está destruída e a Eurico Gaspar Dutra deplorável.
Conversamos com a diretora da Escola Estadual Prof. Amância. Foi o primeiro contato sobre o Festival Escolar de Teatro Grego, destinado para o Ensino Médio.
Itamarzinho, o filho do Itamar nos presenteou com a sua presença e o convidamos para o Especial Elis.
Terminamos de ler atentamente a peça orçamentária do município para 2009 e continuamos com muitas dúvidas.

Hy Ho!

Nenhum comentário: