quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

DIÁRIO DE BORDO III

Dia vibrante!

Tivemos várias visitas. A primeira foi do ilustre Luiz Gonzaga Pinheiro, mais uma surpresa da recepção! A celebridade era o amigão Rivelino do Partido Verde. Nos desejou muito sucesso e a sua voz tonitroante ainda nos lembrou dos compromissos em respeitar a natureza. Fechou com a nossa Joana D' Arc compor a marchinha para o Bloco da Canoa ( Carnaval Matinê do Jacinto).
Pedimos para a Copa três cafés, dos quais um era sem açúcar. Aprendi com uma ânsia que sem açúcar para as meninas da copa significa: café com adoçante. Horrível! Prefiro café amargo e DETESTO adoçante. Da próxima vez, café amargo será o pedido.
Quem faltava apareceu: meu irmão David, que também colocou a cabeça de Burro, rabo e bateu garrafas durante a campanha. Dei-lhe um exemplar do Ivanhoé que o esperava desde o Natal. Para selarmos a visita, almoçamos no Damasco.
Eu, José Antero e Valmir começamos a conversa sobre a liderança da bancada dos Democratas.
Rosana Midori, editora do Dedinho de Prosa (informativo do Jardim Jacinto), também esteve aqui para verificar com a Graziela as atribuições do Assessor de Redação para decidir-se sobre o meu convite de trabalhar na Câmara.
Divertido, porém sério foi o episódio com a secretária do Prefeito. Ela pediu o meu telefone celular, ao que respondi que não usava por aversão a celulares; depois pediu o meu telefone residencial, ao que respondi que este eu jamais daria. Incomodar minha mãe pra quê se estou o tempo todo no gabinete? Vai me ligar a que horas? Deveria ter dito ainda mais: que se quisesse falar comigo seria só atravessar a rua.
Peninha chegou com a talentosa Rafinha e nos desejou muita sorte.
Dulce, Jânio e Maurílio também deram o ar da graça.
Sobre o Especial Elis já está tudo combinado com a Vivian Pelodan, Ordilei Moraes e Agnaldo Dias.

Hy Ho!

Nenhum comentário: