quinta-feira, 27 de novembro de 2008

ORQUESTRA DE PAPEL "SÃO GABRIEL"

O Projeto Orquestra de Papel comemora um ano de existência!

Ao combinar consciência ambiental, ludicidade, incentivo à leitura e as concepções de paisagem sonora do compositor contemporâneo canadense, Murray Schaffer, a EMEI "São Gabriel" no Distrito de São Silvestre, Jacareí-SP, realiza um amplo projeto de musicalização com baixíssimo custo.

Iniciado em março de 2008, a Orquestra desenvolveu uma metodologia específica para ensinar música às crianças com 3 a 6 anos de idade, usando o papel como referência plástica e sonora. Tal experiência teve um alcance tão gratificante que permitiu, com naturalidade, criar condições para buscar uma estética própria.

Com o apoio da direção da escola, dos professores e dos funcionários, as crianças exerceram a soberania do processo educativo e criativo, estabelecendo um vínculo indistinto entre mestre e aprendiz, em que talentos se solidarizam e atingem um estágio de aprendizagem mútua.

A Orquestra de Papel foi idealizada por mim, Dario Bueno "BURRO", em dezembro de 2007 e seguiu o rito de ser sugerida à diretora da escola, Cristiane Varella, que, depois de um período de fermentação durante o recesso escolar, apresentou o projeto em fevereiro do ano seguinte às professoras,sendo a idéia recebida com grande entusiasmo. Com a colaboração das professoras definimos a proposta nas áreas "Música" e "Natureza e Sociedade".

Desde o início, a Orquestra trabalhou de forma aberta, procurando talentos na comunidade, e a professora Regina identificou entre os pais quem era envolvido com música. Com este comportamento o grupo foi enriquecido com a participação de Alan (violonista), Noeli (tecladista e cantora) e Issac (cantor).

Será o Presépio, no dia 9 de dezembro, o evento de encerramento das atividades da Orquestra de Papel em 2008 e o primeiro passo para concretizar um novo sonho: o de fazer no bairro São Gabriel a nossa "Cidade da Música".

Do jornal velho, que deixa de ser lixo para ser riqueza, despertam-se entusiasmados cidadãos ao vivenciarem o infinito criativo com o material mais disponível de nossa sociedade atual: o papel.

Neste ano o projeto esteve sob a batuta de Dario Bueno "BURRO" e do voluntário João Baptista Bueno Neto, apelidado pelas crianças como "João Pezão"!

Hy Ho!

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

TRUCO NA CÂMARA

É lamentável, mas há quem exerça a vereança aos gritos.

Em Jacareí, na Sessão Ordinária da Câmara desta semana, o vereador Itamar Alves (PDT), de modo seguro e sereno, apresentando documentos da própria Prefeitura, fez uma inspirada explanação sobre o fato de a atual Administração Municipal não ter feito o Hospital Municipal (prometido nas duas eleições em que Marco Aurélio/PT foi eleito), pelo simples fato de não querer fazê-lo.

Porque, como bem demonstrou Itamar, somente com a arrecadação do pedágio, a obra seria possível. Com quase R$ 15 milhões arrecadados pela Nova Dutra em 8 anos, não fez realmente por um único motivo: não quis.

Nada surpreendente foi a resposta do vereador Marino Faria(PT), já com longa carreira no "Palácio da Liberdade", que lá chegou nos bons tempos em que era membro atuante e fervoroso do COMUS (Conselho Municipal de Saúde), dizer que nenhum vereador poderia julgar as contas do atual prefeito porque o Tribunal de Contas já as teria aprovado.

Primeiramente, Itamar não julgou as contas do Prefeito, apenas demonstrou que a não construção do tão sonhado Hospital (demagogia em todas eleições) não foi realizado porque a Prefeitura não teria dinheiro, como sempre afirma, mas porque nunca foi prioridade desta Administração.

Segundamente, é triste constatar o despreparo do vereador Marino. Cabe aos vereadores sim julgar as contas do Prefeito! O Tribunal de Contas aponta os equívocos e emite o seu parecer técnico, e fica a mercê dos vereadores aprovar a conta ou não, tanto é que, curiosamente, estive presente em dois momentos, a respeito de duas contas questionadas, em que o advogado de defesa do atual prefeito usava a Tribuna Livre da Câmara, pedindo, "pelo amor de Deus", para que os parlamentares absolvessem seu cliente devido ao parecer do Tribunal de Contas ser um "mero" parecer e que o poder de julgar era do Legislativo.

Vale lembrar que o debate democrático é algo muito diferente do divertido jogo de truco!

Hy Ho!

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

O ZURRO DO BURRO

O Burro zurra de felicidade!
Pelos 1881 votos de confiança que teve dos eleitores/eleitoras de Jacareí.
Os três meses de campanha foram muito valiosos por permitirem o convívio com várias lideranças de todos os sonhos da cidade.
A felicidade do Burro nasce de uma campanha sem poluição sonora, visual e do ar. Sem a poluição do rabo preso!
Uma campanha olho no olho e com sorrisos recíprocos de crianças de todas as idades, de todas as profissões, de todos os bairros.
O Burro teve o apoio de David, do João e do Guri - pessoas de muita fibra e alegria.
Grato pela proteção, ele foi com o irmão mais velho, Paulo, caminhando para Aparecida agradecer a Mãezinha e pedir sabedoria para legislar com serenidade e prestar um ótimo serviço à população.

Hy Ho!

domingo, 25 de maio de 2008

SEXTA BÁSICA

Que tal fazer um aquecimento antes da balada?
Com o melhor da comida baiana e o grupo +q2?

Toda sexta-feira Pepeu Callazan, Dario Bueno, Marcelo Cascavel e convidados animam o Bar Donna Preta no Jardim Jacinto.

A simpatia de Donna Preta, baiana arretada e de mão abençoada, somada com um variado repertório pop 80 do grupo +q2 são a ótima pedida para começar bem o weekend.

Buchada, vatapá e outras iguarias, aqui, no Jardim Jacinto.

Hy Ho!

segunda-feira, 19 de maio de 2008

MÚSICA POR QUILO

Estou muito feliz!

O nosso encontro é um sucesso!

Em sua 10° edição o MÚSICA POR QUILO reúne, no Sindicato dos Químicos, no Jardim Jacinto, de 50 a 60 pessoas em um animado almoço comunitário.
A nossa vizinha Joana d' Arc coloca ordem na cozinha com um molho delicioso e o nosso vizinho Luciano comanda os músicos que engradecem nosso evento.
Fazemos muitos amigos novos à cada encontro. Pessoas do bairro, de outros bairros; que gostam de uma boa conversa e de ótima música.
Todos se servem à vontade e quem quiser tocar, toca. Juntos, separados, formações originais dos grupos e espontâneas.
Se alguma coisa vale o quanto pesa, estamos valendo 5 quilos; que é o total de macarrão que doamos ao projeto Mesa Farta, do nosso vizinho Toni.
Funciona assim: O macarrão é cozido conforme chegam as pessoas com o seu pacote de macarrão, nem todos pacotes vão pra panela, então, são doados. E a turma come!
Dessas 50 ou 60 pessoas, entre 10 e 15 são músicos, experientes e iniciantes.
Jacarienses interessados, é só pintar pelo Jardim Jacinto! oO MÚSICA POR QUILO acontece todo 3° domingo de cada mês, a partir do meio-dia.

Abs jacintenses

Hy Ho!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Depois do Carnaval

O Jardim Jacinto a cada ano aprende a brincar mais o Carnaval e a receber bem os visitantes.
O Bloco do Geladinho é o maestro da festa com os vizinhos distribuindo geladinhos para as crianças na tarde de sábado.
As crianças se divertem muito e todos ficam muito felizes.
O Bloco do Girassol sempre presente com a mesma alegria e graça.
O Domingo foi o dia do Bloco do Burro. Engraçado ver as crianças com os chapéus de burro.
Na segunda veio o Bloco do Esqueleto sem o seu mestre de cerimônia, MIGUELITO PIRULITO,que viajou para Lambari, sul de Minas; que também passou o Ano Novo em Caraguatatuba, litoral de São Paulo e por aí à fora...
E a Terça Mágica brilhou com o recém-nascido Bloco da Canoa com o desfile e animado baile no Bar da Patrícia.

É muito bom não ter que esperar o Carnaval passar para o ano começar!
O bairro brinca desde os preparativos até depois do Carnaval.
Lindo pintar com os pequeninhos os peixes do carro alegórico do Bloco da Canoa, a caravan levando a canoa o vizinho Jairo.
Lindo pintar o estandarte junto com a vizinha Joana e fazer as cartolas com a turma da Josi.

O Carnaval é a maior festa do Planeta e no Jardim Jacinto une as pessoas com a criatividade de cada um, com as fotos e muitas boas lembranças.

Agradecemos de todo coração os parceiros de sempre e os novos foliões, em especial, fica um abraço para o Sindicato dos Servidores Municipais que, mais uma vez, cedeu o carro de som pra gente!

E a bom não ficar parado porque o "Avestruz Maluco vai te pegar"

Hy Ho !

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

HINO CARNAVALESCO DO MATINÊ DO JACINTO

Jacinto é flor
Jacinto é pedra
Perfuma e embeleza a cidade
Toda a Terra se estremece
Com um novo jeito de ser

Levo o Jacinto
Na minha lapela
Tão rica e tão bela é minha gente
Aqui ninguém fica indiferente não
com um novo jeito de ser
Aqui ninguém fica indiferente não
Com um novo jeito de ser

"De vós e para vós o mel fabrico
E abençôo a colmeia que nos cobre
Por ser da minha terra é que sou nobre
Por ser da minha gente é que sou rico"


Autores: Dario Bueno e Olavo Bilac

MARCHINHA DO BLOCO DO BURRO

Depois de um dia de labuta
firme e forte vem
O Burro vem
Trazendo seu estandarte
Pro meio do povo
Com as crianças brincar


A vida pode ser dura
Mas azar de quem
Que se contém
Em choramingar pelos cantos
Perdendo os encantos de dançar

Saracoteia, Burro
Emite seu zurro
Que hoje é dia de festa
A brincadeira só começa
Se o Burro saracotear