segunda-feira, 24 de setembro de 2007

FIDELIDADE

O Brasil é o país da gambiarra mesmo!
Como criar a fidelidade partidária por lei ?
Como obrigar alguém ser fiel?
Uma lei que contraria a essência daquilo que ela propõe!
Ou a pessoa é fiel ou não é ! Não se obriga !
Isso me cheira muito mal, muito mal.
Todo partido pode filtrar os novos filiados e as convenções deveriam determinar como candidatos as pessoas mais devotadas ao partido.
Todo partido tem condições e recursos para promover os seus quadros em diversas ocasiões na sociedade.
Mas não é isso o que acontece ! A maioria dos partidos são oportunistas e reúnem-se apenas às vésperas das eleições e para ganhar as eleições indicam como candidatos as pessoas de maior popularidade sem dar a mínima se tais pessoas têm ou não afinidade com a linha política a que o partido representa.
Depois de passadas as eleições tais pessoas vão para melhor lhes aprouver. Claro ! São mercenárias ! E a guerra só foi ganha por elas estarem entre os guerreiros. Certo elas porque o mérito foi, desde o início, delas. Elas foram convidadas devido às suas chances de vitória.
Coeficiente eleitoral é importante? É sim ! Já foi pensado para inibir este tipo de atitude, mas o deturpamos porque alguém leva vantagem nesta distorção...
Se quando éramos "imaturos politicamente" não se exigia fidelidade por que que agora que "aprendemos votar " estão propondo algo tão ultrajante?
Suspeito que seja para, exclusivamente, evitarem as dissidências de um elaboradíssimo projeto de Poder.
A pressão da sociedade está cada vez maior devido ao farto acesso à informação. As mutretas estão às caras e são uma afrinta à nossa inteligência.
Com a "Fidaelidade" fica o Político escravo do Partido, aliás, dos Tubarões do Partido.
NA URNA É MUITO TARDE
Pelo pequeno número de filiados, ainda temos vários partidos com DONO.
A Democracia é o diálogo entre as Instituições, sendo assim, jamais haverá, de fato, Democracia no País se as Instituições responsáveis para promovê-la, isto é, os Partidos, forem frágeis.
Nas urnas não temos opções porque chegamos tarde no Processo.
Não filtramos as excelências de cada grupo nas convenções internas.
Precisamos assumir o Destino do País desde o início, participando dos Partidos e de suas decisões.
Quanto mais filiados tiver um Partido mais difícil será a barganha de candidaturas, mais difícil a condição de legenda de aluguel.
A Fidelidade nascerá destes expedientes e não de uma obrigação.
A Liberdade é a essência de uma Sociedade Saudável.
Para o bem de todos precisamos erradicar todos os meios de opressão.
Hy Ho!

Nenhum comentário: